Nova Carteira de identidade: Governo prorroga prazo para uso do documento

Obrigatoriedade da nova carteira de identidade é prorrogada para março de 2021.

 

O governo prorrogou para março de 2021 a obrigatoriedade na adoção do novo modelo de carteira de identidade digital. É a segunda vez que o governo adia a data de utilização. A prorrogação foi publicada na sexta-feira, 28, no Diário Oficial da União.

O decreto estabelece que somente a partir de 1º de março de 2021 os órgãos estarão obrigados a adotar os novos padrões.

 

Nova Carteira de identidade

 

O novo modelo da carteira de identidade traz dispositivos para aumentar a segurança contra a falsificação e contém mais informações. Entre elas, registro do título de eleitor, numeração da Carteira de Trabalho e Previdência Social, certificado militar, Carteira Nacional de Habilitação, documento de identidade profissional, carteira nacional de saúde e números de NIS/PIS/Pasep.

Outra novidade é que poderão constar, no novo RG, o nome social sem a necessidade de alteração no registro civil, indicativos para pessoas com necessidades especiais e códigos referentes ao Código Internacional de Doenças (CID).

 

Informações facultativas

 

Todas as informações são facultativas, ou seja, cada cidadão poderá optar por incluir os registros complementares que julgar necessários.

Com a prorrogação, os órgãos de identificação têm mais um ano para se adequar aos padrões da nova carteira de identidade.

 

FONTE: CONTÁBEIS

Últimas Notícias
 

Planos de saúde terão de cobrir exames para novo coronavírus


A decisão foi anunciada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar


Continue lendo

Exigência de cardápio em braile nos bares, lanchonetes e restaurantes avança


A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou nesta terça-feira (10) o Projeto de Lei (PL) 1.550/2019, que obriga bares...


Continue lendo

Brasileiros repatriados voltam a ser residentes fiscais na data de chegada, diz Receita Federal


Brasileiros que passam um período em país estrangeiro, e tenham deixado a condição de residentes fiscais no país, devem ficar atentos à sua situação fiscal ao regressar.


Continue lendo

Noticias

Carregando